fbpx
Bolores

Mofo nas Paredes

Mofo nas paredes

Bolores

Com a chegada do Inverno, do tempo frio e húmido, começa uma das maiores dores de cabeça nas nossas casas, o famoso mofo nas paredes.

Ninguém gosta de ver aquela pequena mancha que começa a aparecer na parede, se não fizermos nada, a pequena macha poderá tornar-se um pesadelo.

O mofo pode ter diversas origens, má construção, uma fissura, uma infiltração, sempre que o problema for devido a uma destas situações, deverá tentar resolver o problema o mais breve possível, fazendo a reparação do mesmo.

Mas o mofo mais comum é devido à condensação, ou seja, devido às diferenças de temperatura de frio e calor, entre o exterior e o interior da casa. No tempo frio temos tendência ter aquecimentos ligados o que faz com que as diferenças térmicas provoquem a condensação, principalmente nas paredes exteriores da casa.

Também nas casa de banho, utilizamos água mais quente, tudo isto é propício ao aparecimento do bolor. 

Quando limpo regularmente e assim que aparece torna-se inofensivo, mas quando não temos muito tempo e não conseguimos fazer essa tarefa com regularidade poderá tornar-se um pesadelo para a nossa saúde.

Não tem tempo e tem a sua parede com mofo?

Comece a tratar o mofo assim que aparece, agora com o tempo frio, e com o aquecimento a probabilidade de aparecer mofo nas suas paredes é muito maior. Estamos cá para a ajudar a cuidar desse e doutros problemas

Perigos para a saúde

Bomba de Ar

Asma

Os esporos produzidos pelo mofo e que pairam pelo ar podem criar quadros alérgicos e de rinite, agravar a asma, causar tosse seca, dores de cabeça e transmitir bactérias que levam a infeções. Casos de pneumonia também podem ser desencadeados em pessoas que convivem em locais onde há a incidência de bolor.

 

 

Share on facebook
Share on linkedin
Coceira

Irritações na Pele

Através dos esporos que pairam no ar, também a pele é afetada, poderão provocar alergias tópicas. Também pode provocar problemas oculares. Os esporos causam pruridos, irritação e alergias nos olhos.

Os riscos são maiores em pessoas que estão mais vulneráveis, como idosos, bebés, crianças, grávidas e pessoas com algum tipo de imunodeficiência.

Lenços de Papel

Sintomas

Alguns dos sintomas causados em pessoas sensíveis à humidade e ao bolor.

  • Congestão nasal
  • Sinusite
  • Dores de Cabeça
  • Pieira
  • Olhos ou pele irritada
  • Comichão
Tosse

Instituto de Medicina

Em 2004, o Institute of Medicine (IOM) descobriu que havia provas suficientes para relacionar a exposição ao bolor em ambientes interiores com sintomas do aparelho respiratório superior, tosse e pieira, em pessoas que, de outro modo, seriam saudáveis; a sintomas de asma em pessoas com asma, e com pneumonite de hipersensibilidade em indivíduos suscetíveis a contrair essa doença imunomediada.

Em 2009, a Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou orientações adicionais: (Diretivas da OMS para a Qualidade do Ar em Ambientes Interiores: Humidade e Bolor).

 

Como se forma o Bolor / Mofo

Com o tempo frio e chuvoso há mais probabilidade de aparecer bolores nas nossas casas.

O frio da rua, com os ambientes aquecidos nas nossas casas, provocam muitas vezes condensação e por sua vez criam bolores.

A humidade do ambiente deposita-se nas superfícies dos edifícios, causando assim o mofo e o bolor ou intensifica os quadros de humidade aparente já existente.

Locais onde há muita chuva

Em lugares onde há muita chuva, a incidência de infiltrações e humidade em paredes e outras estruturas tende a ser maior.

Basta que haja uma infiltração na estrutura para para que a probabilidade da formação de bolores aumente.

Como remover o bolor de uma parede?

Lixivia

O bolor pode tirar-se com lixivia, no entanto, há cuidados a ter para se evitar possíveis intoxicações.

Deve-se utilizar a lixivia diluída na proporção de 1 copo de lixívia para 8 litros de água. (nunca misture a lixívia com outros produtos, porque pode provocar reação química e provocar vapores tóxicos perigosos)

O que deve fazer para evitar o bolor

Manter o local bem arejado, abrir as janelas e permitir que haja circulação de ar.

Limpar as paredes regularmente, para ir limpando o possível aparecimento dos esporos do mofo.

Utilizar produtos próprios, que além de menos agressivos que a lixivia, também ajudam na prevenção e retardam o aparecimento dos bolores.

Quer remover os bolores da sua casa

Fale connosco.
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Leave a Comment

Your email address will not be published.